segunda-feira, 16 de junho de 2014

Game Of Thrones recomeça a cada final de temporada

A luta pelo trono de Westeros é cada vez mais popular no mundo inteiro. "Game Of Thrones", que superou o recorde de audiência do fenômeno "The Sopranos" e tornou-se a série mais popular da HBO, finalizou mais uma temporada, no último domingo (15), com uma nova atmosfera de recomeço. Esta é, aliás, uma das grandes qualidades da série baseada nos livros de George R. R. Martin: aproveitar bem as histórias dos personagens e criar desfechos, que desenham caminhos novos caminhos para o início dos anos que seguem.
No final desta quarta temporada, Jon Snow (Kit Harington) abre o episódio querendo enfrentar o povo que vive além da Muralha e negociar a rendição das tropas que, na noite anterior, haviam atacado Castle Black e tentado cruzar o muro que os separa dos Sete Reinos. Enquanto discute Mance Rayder (Ciarán Hinds), o Rei-Para-Lá-Da-Muralha, o bastardo de Ned Stark (Sean Bean) se depara com Stannis Baratheon (Stephen Dillane) e seu exército, que rende os selvagens e prende Mance.
Reinando na cidade de Meeren, Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) vive um dilema ocasionado por suas atitudes. Atuando pela libertação dos escravos do reino, ela se surpreende com o pedido de um homem que deseja voltar à sua antiga condição, que ele julga lhe proporcionar mais vantagens. A "mãe dos dragões"ainda toma conhecimento que outros súditos irão procurá-la para pedir o mesmo. Daenerys ainda precisa lidar com os problemas causados por um de seus "filhos" dragões e que ocasiona o aprisionamento das outras duas criaturas que possui, e que obviamente estão fora de controle.
Quem também começa uma nova etapa em sua jornada é Bran Stark (Isaac Hempstead-Wright), que encontra o corvo de três olhos que via em seus sonhos. Na chegada ao local, Jojen (Thomas Sangster) é morto por um esqueleto que tentava impedir os viajantes de chegar até a misteriosa árvore que guardava os segredos dos sonhos de Bran.
Outra morte do episódio é a de Sandor Clegane (Rory McCann), o "Cão de Caça" que levava Arya Stark (Maisie Williams) para o Ninho da Águia, onde reinava a tia da menina. Encontrados por Brienne (Gwendoline Christie), que jurou proteger as filhas da falecida Catelyn Stark (Michelle Fairley), o "Cão de Caça" acaba ferido pela espada da "frágil" dama e é abandonado por Arya, para que morra lentamente. 
Os melhores momentos do episódio ficaram reservados a Tyrion Lannister (Peter Dinklage), cuja execução estava marcada após ele ser condenado por matar o rei Joffrey Baratheon (Jack Gleeson). Ajudado pelo irmão Jaime (Nikolaj Coster-Waldau) e por Lord Varys (Conleth Hill), que planejam a fuga do "meio-homem", Tyrion sai da cela que habitava para ser levado para longe de King´s Landing. Antes, porém, o anão deixa sua marca e mata a ex-amante Shae (Sibel Kekilli) e o pai, Tywin Lannister (Charles Dance), que sempre rejeitou o filho e foi capaz de condená-lo à morte. 
Depois de quatro temporadas, já ficou repetitivo falar da qualidade do roteiro de "Game Of Thrones", mas isso precisa ser exaltado novamente. A trama é muito bem escrita e pensada pelos roteiristas, que possuem a seu favor o fato de a série ser exibida na TV a cabo e, portanto, com menos episódios do que nos canais abertos. Isso permite que as histórias dos personagens sejam bem aproveitadas, mesmo que, muitas vezes, sejam apresentadas de maneira espaçada. 
Outra qualidade da série merece ser destacada: a inteligência dos criadores de "Game Of Thrones" merece todos os elogios, uma vez que eles possuem o talento de adicionar cada vez mais personagens ricos, ambíguos e carismáticos que, em contrapartida, permite que os autores "sacrifiquem" outros personagens, o que acrescenta adrenalina e dinamismo ao enredo. Valar Morghulis, já diz a expressão em Alto Valiriano, que preconiza muitos desfechos..."Todos os homens devem morrer".
Em direção a sua quinta temporada, e com fôlego (e mortes) para muito mais episódios, "Game Of Thrones" vai recomeçar com grandes novos rumos traçados. E quem será que irá ocupar o trono de ferro de Westeros no final? Bom, com a trama sendo construída dessa forma, não dá nem para prever quem estará vivo até lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário