segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Nove vezes Helena

O Leblon, a bossa nova e as relações conflituosas do cotidiano estão de volta ao horário nobre da TV Globo. "Em Família", nova novela de Manoel Carlos estreou hoje (3) com a promessa de trazer à telinha a última protagonista do autor chamada Helena, ciclo que se iniciou em 1981 na trama de "Baila Comigo". Para homenagear sua primeira Helena, interpretada por Lilian Lemmertz, Maneco, como é conhecido o novelista, escolheu Júlia Lemmertz para protagonizar seu último folhetim, a filha da primeira intérprete da personagem.
Recorrente durante vários anos, Helena tornou-se uma personagem marcante da teledramaturgia brasileira. Forte e determinada, destaca-se por não ser apenas uma mocinha. A protagonista, além de todas as características comuns às heroínas, também é "errada", comete atitudes condenáveis em nome do amor e do bem-estar familiar. A personagem favorita de Maneco, apesar de mudar a cada novela, preserva essas mesmas particularidades, além de nunca ter medo de partir em busca da felicidade.
Ainda é cedo para desvendarmos as nuances da Helena de Júlia Lemmertz, mas podemos relembrar as outras oito protagonistas de Manoel Carlos, que ajudaram a construir a imagem e a fama de uma das mais lembradas personagens da televisão brasileira.


Lilian Lemmertz - Baila Comigo (1981)

A dona de casa de "Baila Comigo" foi a primeira Helena criada por Manoel Carlos. Segundo o autor, a interpretação de Lilian Lemmertz ajudou a construir a personalidade da personagem, que viria a se repetir em outros folhetins. Na trama, ela atormentada por ter separado seus filhos gêmeos, Quinzinho e João Victor (interpretados por Tony Ramos). O passado de Helena bate à porta quando os dois começam a seguir um caminho que culminaria no reencontro da família.



Maitê Proença - Felicidade (1991)

Dez anos depois de criar a primeira, Manoel Carlos levou ao ar sua segunda Helena. Em "Felicidade", a personagem título era interpretada por Maitê Proença e contou  a história de desencontros entre ela e Álvaro (Tony Ramos). Quando engravida dele, que estava casado com Débora (Viviane Pasmanter), Helena decide esconder que teve uma filha de Álvaro. Quase no fim da trama, a protagonista resolve contar a verdade e revelar a paternidade de Bia (Tatiane Goulart), para desespero de Débora, que decide descontar sua raiva em cima de Helena.


Regina Duarte - História de Amor (1995)

A "namoradinha do Brasil" também foi Helena. Em "História de Amor", a personagem central tinha uma relação conflituosa com a filha, Joyce (Carla Marins), que começou com a descoberta de que a jovem não era a filha biológica da protagonista. No campo amoroso, Helena se envolveu com Carlos (José Mayer), um homem que trazia na bagagem duas outras mulheres: a esposa Paula (Carolina Ferraz) e a ex, Sheila (Lilia Cabral). A relação entre mãe e filha ganha novos contornos quando Helena descobre que Joyce engravidou do namorado, que rejeitou o filho.


Regina Duarte - Por Amor (1997)

Durante uma viagem à Itália, Helena conhece Atílio (Antônio Fagundes) e, em pouco tempo, os dois se casam. Enquanto isso, a filha dela, Maria Eduarda (Gabriela Duarte), também começa uma vida de casada com Marcelo (Fábio Assunção). Na mesma época, Helena e Eduarda engravidam e dão à luz no mesmo dia. O bebê da filha da protagonista, porém, nasce morto e, ajudada pelo médico da família, Helena decide trocar seu bebê pelo de Eduarda, causando um trauma em seu casamento com Atílio. Usando o amor como justificativa para seus atos, a história dessa Helena foi marcante e levantou discussões sobre as atitudes da protagonista.


Vera Fischer - Laços de Família (2000)

A relação entre mãe e filha foi novamente o ponto central da história de Helena, da novela "Laços de Família". Envolvida com Edu (Reynaldo Gianecchini), ela abre mão desse amor quando a filha Camila (Carolina Dieckmann) se apaixona por ele. Refeita, Helena começa a se encantar pelo livreiro Miguel (Tony Ramos), mas a doença de Camila faz com que ela procure seu primo Pedro (José Mayer), o pai biológico de sua filha, com o intuito de engravidar dele e, assim, gerar um doador de medula óssea para Camila. Inspirada em uma história real, "Laços de Família" foi um importante trabalho de Manoel Carlos no horário nobre da Globo. 


Christiane Torloni - Mulheres Apaixonadas (2003)

Na minha opinião, a Helena de "Mulheres Apaixonadas" foi uma das mais interessantes e realistas protagonistas criadas por Manoel Carlos. Aparentemente apaixonada e feliz ao lado da família, ela era, na verdade, uma mulher infeliz. Helena começou, aos poucos, a demonstrar suas insatisfações no casamento com o músico Téo (Tony Ramos). Sentindo-se desmotivada e "no lugar errado", Helena jogou tudo para o alto e se envolveu com o médico César (José Mayer), o ex-namorado que ela abandonou para casar com o primeiro marido. Em idas e vindas, Helena acaba descobrindo que Téo tinha uma relação com Fernanda (Vanessa Gerbelli), que se revelou, posteriormente, a verdadeira mãe do filho adotado pelo músico e pela protagonista.


Regina Duarte - Páginas da Vida (2006)

Regina Duarte completou sua trinca de Helenas com "Páginas da Vida". Na trama, a protagonista é uma obstetra que precisa fazer o parto de Nanda (Fernanda Vasconcelos), que estava grávida de gêmeos e precisava de um parto de emergência ao ser atropelada por um ônibus. Quando uma das crianças nasce com Síndrome de Down e é rejeitada pela avó Marta (Lilia Cabral), Helena decide adotá-la e esconder que os dois filhos de Nanda sobreviveram. Anos depois, os irmãos começam a se aproximar, para desespero de Marta, que tinha preconceitos sobre a condição da criança criada por Helena. Quando a verdade é revelada, a protagonista trava uma batalha judicial com o avô e o pai dos bebês, para conseguir o direito de criar a filha.


Taís Araújo - Viver a Vida (2009)

Primeira Helena negra e mais jovem de Manoel Carlos, a protagonista de Taís Araújo era uma top model internacional que decide abandonar a carreira para casar com Marcos (José Mayer), um homem 20 anos mais velho. Ele é pai de Luciana (Alinne Moraes), a rival de Helena nas passarelas. Madrasta e enteada discutem durante uma viagem a Petra. Quando o ônibus de Luciana capota na estrada e causa uma tetraplegia na jovem, Helena passa a se culpar pelo acidente. Com uma história impactante, o drama de Luciana acabou ofuscando os dilemas de Helena que, no meio da história, se apaixona por Bruno (Thiago Lacerda), filho bastardo de Marcos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário