terça-feira, 12 de setembro de 2017

Oito boas séries indicadas ao Emmy 2017 para ver


Todos os anos, a lista de indicados ao Emmy gera algum tipo de controvérsia e isso não foi diferente em 2017. Para a cerimônia do próximo domingo, a ausência mais sentida foi a de "Game of Thrones", cuja sétima temporada estreou fora do período em que as produções podem ser inscritas. Além disso, a série "Bates Motel" já pode ser apontada como a grande injustiçada do ano, já que não recebeu nenhuma indicação pela quinta e última temporada. Alguns também reclamam da ausência de "The Leftovers", também pela última temporada, mas confesso que essa eu não consegui assistir.
Ainda há, é claro, as séries supervalorizadas, que receberam indicações e são festejadas demais, como "This is Us" e "Big Little Lies". Mas, também estão presentes, na lista de indicados, as boas séries do último ano, que formam uma lista bastante interessante e variada. Vamos ver oito delas:

1) THE HANDMAID´S TALE

Baseada no romance de Margaret Atwood, "The Handmaid´s Tale" se passa em um futuro não tão distante, quando a fertilidade do mundo cai assustadoramente. Diante disso, um regime totalitário assume o controle da população e acaba com a liberdade de diversos grupos. Mulheres que ainda conseguem gerar filhos são retiradas à força de suas vidas e passam a servir os comandantes daquele regime. Uma delas é June (Elisabeth Moss), que assume a identidade de Offred e passa a ser usada pelo comandante para procriação. Aos poucos, ela descobre que pode haver um caminho para a resistência. Bastante elogiada, a série do serviço de streaming Hulu também é apontada como uma forte concorrente da categoria "Drama" do Emmy.

2) WESTWORLD

Outra favorita, "Westworld" é, sem dúvida, uma das grandes séries dos últimos tempos, com enredo e produções caprichados. Inspirada em um filme homônimo de 1973, a série gira em torno da criação de um parque temático, habitado por inteligências artificiais, para onde as pessoas vão para realizar desejos e viverem experiências únicas. O que parecia perfeito acabou virando do avesso quando algumas dessas máquinas se rebelam contra os humanos que as controlam. A série, aliás, é cheia de reviravoltas e impressiona pelo roteiro inspirado. "Westworld", aliás, já venceu algumas categorias técnicas do Emmy, entregues antes da premiação principal.

3) THE CROWN

A realeza britânica é o foco central de "The Crown", série que mostra a origem do reinado da rainha Elizabeth II. A produção mostra, na primeira temporada, a chegada da jovem rainha ao poder, após a morte do pai dela, e a relação entre Elizabeth e o primeiro-ministro do país, Winston Churchill, brilhantemente interpretado por John Lithgow. Aliás, o episódio que foca na figura do primeiro-ministro é um dos mais interessantes e bem escritos da série, que ganhou o Globo de Ouro de Melhor Série Dramática e já tem assegurada uma segunda temporada para este ano.

4) FEUD: BETTE AND JOAN

Criada como uma antologia sobre conflitos famosos, "Feud" trouxe, na primeira temporada, uma trama baseada nas histórias brigas entre as atrizes Bette Davis e Joan Crawford, duas estrelas de Hollywood que estabeleceram um verdadeira guerra nos bastidores do filme "O Que Terá Acontecido a Baby Jane?". Com trabalhos excepcionais das atrizes Susan Sarandon e Jessica Lange, a série ainda fala de um lado implacável do show business, que alça estrelas ao sucesso e, na mesma velocidade, as substitui para direcionar os holofotes a estrelas mais jovens.

5) THE NIGHT OF

Bastante elogiada pela crítica, "The Night Of" é mais das ótimas produções que a HBO lançou nos últimos anos. Instigante e angustiante, a série mostra o jovem Naz, de origem paquistanesa, que sai para uma festa levando o carro do pai escondido. Durante a noite, ele conhece e se envolve com uma jovem passageira. Horas depois, ela aparece morta e, assustado, Naz foge do local do crime. Mesmo negando ter matado a vítima, a polícia observa mal-entendidos e evidências de que o jovem é um assassino. Apesar de ser considerada uma minissérie, a possibilidade de uma segunda temporada já foi ventilada por aí.

6) FARGO

É bem verdade que a terceira temporada de "Fargo" esteve bem aquém das anteriores, mas, ainda assim, ela conseguiu estar acima da média de muitas séries por aí. Criada para ter uma história diferente a cada temporada, a produção seguiu a linha definida nos anos anteriores e mostrou mais um enredo para crimes nada perfeitos e erros que desencadeiam grandes problemas. Além de apostar na relação conflituosa entre os irmãos gêmeos Stussy, vividos por Ewan McGregor, a série também mostrou a investigação de uma policial que aposta em uma teoria inusitada, mas muito realista, sobre crimes cometidos em uma cidade de Minessota.

7) HOUSE OF CARDS

Focando em autopreservação política e ascensão ao poder, o quinto ano de "House of Cards" trouxe um Frank Underwood menos sutil e mais agressivo em alcançar seus objetivos. Usando o terror para se manter no Salão Oval, o presidente acaba tendo que lidar com "fantasmas" do passado, que paralisam o país e transformam Washington em um caos. Os problemas do presidente fazem com que Claire, que até então atuava em segundo plano, assuma o posto mais alto da Casa Branca e mostre sua força diante da nação norte-americana.

8) STRANGER THINGS

Considerada um dos fenômenos do último ano, "Stranger Things" também chega ao Emmy como uma das favoritas,levando em consideração os prêmios já recebidos nas categorias técnicas. A história de um grupo de crianças que lidam com acontecimentos inacreditáveis, que envolvem a existência de uma outra dimensão e de uma criatura assustadora. Divertida, a série, ambientada nos anos 80, chamou atenção pela trilha sonora e todas as referências da época. Além disso, a produção chega à segunda temporada com boas possibilidades de repetir o mesmo sucesso do primeiro ano.


Nenhum comentário:

Postar um comentário