domingo, 1 de dezembro de 2013

Nova ficção científica de J.J. Abrams estreia morna, mas pode melhorar

J.J. Abrams parece ter uma obsessão com ficções científicas. Depois de algumas incursões do gênero na televisão e no cinema, o criador de "Lost" volta à TV para tratar das relações entre humanos e androides em "Almost Human", série que teve seu primeiro episódio exibido na última quinta-feira (28), aqui no Brasil.
A série se passa no ano de 2048 e começa com os policiais comandados por John Kennex (Karl Urban) sendo emboscados por um grupo de bandidos denominados Insindicato. No embate, o detetive perde seu parceiro e a perna. Depois de um período de reabilitação, ele é chamado pelo departamento de polícia para voltar à ativa.
Sob o comando da capitã Sandra Maldonado (Lili Taylor), Kennex é obrigado, agora, a adotar um androide como parceiro, robôs conhecidos como MX, que primam pela lógica e são isentos de sentimentos. Avesso às regras, o detetive opta por trabalhar com um DRN, uma versão mais obsoleta dos androides, conhecida por todos como "maluca", por ter sido programada para parecer-se com os seres humanos e, portanto, terem sentimentos.
Assim, Kennex se une ao androide Dorian (Michael Ealy) para investigar as novas ações do Insindicato, que captura um policial e tenta invadir a sede do departamento de polícia para roubar uma prova importante de um caso ainda misterioso.
"Almost Human" faz, tecnicamente, quase tudo certo em sua estreia. A produção, os cenários e as demais recriações do futuro são bem feitas. Tudo que remete ao futuro, aliás, é criado com parcimônia e nada parece demasiadamente exagerado. O elenco também se destaca e pode ser um diferencial para a série.
O que incomoda no primeiro episódio de "Almost Human" é o roteiro, que não soube explorar o bom enredo e apresentar a história ao público. A estreia foi muito linear, morna mesmo, sem grandes acontecimentos possam arrebatar o espectador. Isso, para um seriado, é arriscado pois, por serem mais curtos que as novelas, por exemplo, precisam fisgar logo a atenção de quem assiste.
"Almost Human" tem potencial para ser mais um bem-sucedido trabalho de J.J. Abrams, mas precisa saber aproveitar melhor o enredo e os ganchos dramatúrgicos deixados pela estreia. Caso contrário, será apenas mais uma ficção científica cancelada na TV.


ALMOST HUMAN (primeira temporada)

Quando: a partir de 28 de novembro, todas as quintas-feiras

Onde: Warner Channel

Horário: 22h25

Nenhum comentário:

Postar um comentário