segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Consagrada no Globo de Ouro, Brooklyn Nine-Nine tem trama previsível e sem atrativos

Dominando as categorias principais entre as comédias que concorriam ao Globo de Ouro 2014, que foi ao ar ontem (12), uma nova série se sobressaiu. Estrelada por Andy Samberg, escolhido o melhor ator cômico pela Academia de Imprensa Estrangeira de Hollywood, "Brooklyn Nine-Nine" surpreendeu ao ser alçada à categoria de melhor do ano entre as tarimbadas "Girls", "Modern Family" e "The Big Bang Theory". O prêmio me deixou um ponto de interrogação: O que será que a Academia viu de tão especial na série?
"Brooklyn Nine-Nine" narra a rotina de um batalhão da polícia de Nova York. No primeiro episódio, os detetives estão mobilizados com a chegada do novo capitão do 99º distrito, Ray Holt (Andre Braugher). Aparentemente seco e rígido com regras, ele encontra a resistência do detetive Jake Peralta (Andy Samberg), um policial metido a engraçado que movimenta o batalhão com suas apostas descabidas e competições toscas.
Para desvendar os mais diversos crimes, o 99º distrito também é composto de variadas (e esdrúxulas!) personalidades: a puxa-saco; a durona, com uma sensibilidade escondida; o inseguro e pouco confiante; e o medroso e preocupado com a família. No primeiro episódio, esses tipos precisam desvendar um homicídio motivado pelo roubo de um presunto (isso mesmo!) de seis mil dólares.
Claramente buscando inspiração em "The Office", utilizando os mesmos recursos de narrativa e câmera, mas piorando a fórmula, "Brooklyn Nine-Nine" tem uma história absurda e pouco atrativa. As piadas passam longe do humor inteligente e são extremamente previsíveis, o que reforça as dúvidas sobre os motivos de a série ter sido consagrada com dois Globos de Ouro. 
O elenco também não ajuda "Brooklyn Nine-Nine"! Andy Samberg erra o tom e força a barra com seu protagonista "engraçadinho". O mesmo pode ser dito do resto do elenco, que procura a graça (e não encontra!) em caminhos cênicos óbvios e bobos.
Programada para estrear em breve no Brasil, "Brooklyn Nine-Nine" foi eleita a melhor série de comédia no Globo de Ouro, mas, também, poderia ter vencido a categoria "Como Isso Aconteceu?". Tão elogiada por seus dramas e comédias inteligentes, a TV americana ainda erra com séries como essa, bobas e sem graça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário