sexta-feira, 31 de maio de 2013

Body Of Proof merecia um final mais digno

Existem muitos critérios usados pelos executivos dos canais de TV para cancelar uma série. Baixa audiência, divergências criativas, trocas constantes de elenco, desgaste da trama e muitos outros. Mesmo que existam inúmeros deles, nem sempre esses critérios fazem algum sentido. O cancelamento de "Body Of Proof", por exemplo, ilustra bem a situação. A audiência satisfatória e a qualidade do roteiro não conseguiram segurar a atração no ar e a série terminou em sua terceira temporada.
No último episódio, que foi ao ar na semana passada nos Estados Unidos, a médica legista Megan Hunt (Dana Delany) decide ir a fundo na investigação sobre a morte do pai. Desconfiando do suicídio dele, a legista pede a ajuda de Tommy (Mark Valley) para descobrir a verdade. Paralelo a isso, Kate (Jeri Ryan), Curtis (Windell Middlebrooks) e Ethan (Geoffrey Arend) procuram solucionar um assassinato sem saber que, na verdade, os crimes estão interligados.
A investigação de Megan faz com que ela peça a exumação do corpo de seu pai. Quando o caixão é desenterrado, a médica descobre que o corpo foi removido dali. Seguindo as pistas, Megan descobre que seu pai foi realmente assassinado e que o crime envolve a atual chefe de polícia da Filadélfia.
"Body Of Proof" passou por recentes reformulações de elenco e roteiro e, mesmo assim, conseguiu manter a qualidade. O bom desempenho da série, no entanto, não foi suficiente para manter a série no ar. A trama da médica legista, contudo, merecia ser encerrada com mais dignidade. O cancelamento repentino não permitiu que os personagens tivessem seus desfechos apresentados. O romance conflituoso e esperado de Megan e Tommy, por exemplo, não pôde ser explorado e ficou restrito a última cena da série. As histórias secundárias sequer tiveram espaço no último episódio e os destinos dos coadjuvantes ficaram incógnitos.
É difícil tentar entender quais são os critérios para que uma série tenha vida longa. "30 Rock", por exemplo, nunca foi um sucesso de público, mas o prestígio junto aos críticos fez com que a série ficasse no ar por oito anos. Já "Body Of Proof" tinha uma audiência maior do que diversos programas badalados da TV americana, porém a série sucumbiu.
Independente do motivo, "Body Of Proof" tinha uma boa história, um roteiro policial criativo e interessante, além de um ótimo elenco. A série acabou cancelada antes da hora, mas ainda tinha condições de render bons momentos. Enquanto isso, muitos programas que já esgotaram seus potenciais criativos ainda estão no ar. Vai entender... "Body Of Proof" fará falta na TV.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário