Todos querem o trono de ferro


Se alguém pensava que a morte do rei Robert (Mark Addy) e de seu fiel amigo Ned Stark (Sean Bean) iria esfriar a história de "Game Of Thrones", se enganou! Muito pelo contrário... a disputa pelo trono de Westeros só ficou mais interessante!
O final da segunda temporada de "Game Of Thrones", que foi ao ar no domingo (3), deixou excelentes ganchos no horizonte da trama. O episódio começa com o rei Joffrey (Jack Gleeson) comemorando a vitória da batalha em King's Landing e nomeando Tywin Lannister (Charles Dance) como a nova "Mão do Rei". O êxito na batalha também fez com que o Rei desfizesse seu compromisso com Sansa Stark (Sophie Turner) e assumisse um noivado com Margaery Tyrell (Natalie Dormer), juntando assim os dois exércitos.
O "meio homem" Tyrion Lannister (Peter Dinklage) conseguiu sobreviver ao ataque de Stannis Baratheon (Stephen Dillane), mas perdeu seu posto e privilégios em King's Landing.
Após tomar Winterfell, a morada da família Stark, Theon Greyjoy (Alfie Owen-Allen) se vê encurralado pelo exército de Robb Stark (Richard Madden). Ao invés de fugir do local, ele decide lutar até a morte por sua honra, mas é surpreendido por uma traição de seu exército, que planeja entregá-lo à Robb.
Em Qarth, Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) precisou resgatar seus três filhotes de dragões, presos na "Casa dos Imortais". Vencendo os feitiços de Pyat (Ian Hanmore), ela ainda pôde aprisionar Xaro (Nonso Anozie), o governante de Qarth, no cofre que (supostamente!) abrigava sua fortuna.
Jon Snow (Kit Harington), então prisioneiro do povo que vive além d'A Muralha, mata o companheiro Qhorin Halfhand para demonstrar que o povo selvagem pode confiar nele. Sam (John Bradley-West) também teve sua dose de aventura e teve contato com os White Walkers, até então escondidos.
Os acontecimentos neste fim de temporada foram tantos que, provavelmente, alguns ficaram de fora deste resumo. "Game Of Thrones" é aquele tipo de série onde cada minuto de história contada é importante para o desenrolar da trama. Baseada nos livros "Crônicas de Gelo e Fogo", de George R.R. Martin, a série possui um roteiro e excelente qualidade, com tramas bem entrelaçadas e viradas impressionantes.
Alguns podem pensar que, por seu enredo fantasioso, "Game Of Thrones" é uma série boba e infantilizada. Esses estão redondamente enganados! O enredo girando em torno das disputas pelo poder e traições revelam um história bem amarrada e madura. O elenco afiado também contribui para a alta qualidade da série.
Vai ser difícil esperar pela terceira temporada de "Game Of Thrones"! Mas, certamente, a disputa pelo trono de ferro de Westeros ficará mais acirrada. Afinal, ali, todos estão interessados no poder.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

The Blacklist apresenta novo gancho para trama central e introduz spin-off arriscado

"Scandal" encerra trajetória com desfecho aberto e coerente para os personagens

Chicago Fire termina temporada com promessa de boa continuidade