Brasileiras que deram saudade das Cariocas

Fechar com chave de ouro! Essa expressão faz todo o sentido quando se busca uma definição para o final de "As Brasileiras", série exibida pela TV Globo. O último episódio, que foi ao ar na quinta-feira (28), trouxe Fernanda Montenegro no papel de uma atriz sem reconhecimento e em busca de um lugar ao sol.
Em "Maria do Brasil", Mary Torres é uma atriz que vive fazendo peças de teatro, mas nenhum grande sucesso. Com diversas contas a pagar e em busca do sucesso, Mary é convidada para uma participação em uma telenovela, o que enche de orgulho seu fiel secretário Ney (Pedro Paulo Rangel). Ela, no entanto, não se dá bem na empreitada e é dispensada do papel. Indicada para personagens menores, Mary acaba conhecendo Rômulo (Paulo José), um grande fã que acaba se tornando um igualmente grande amor.
O diretor, Daniel Filho, parece ter deixado mesmo o melhor para o fim da série! A história da atriz em busca do estrelato, apesar de simples, era cativante. O elenco foi outro ponto alto do episódio, com o destaque (é claro!) para Fernanda Montenegro, que facilmente transmite as emoções da personagem com o olhar. Ver a grande atriz interpretar uma outra que busca reconhecimento também foi uma bela sacada!
Apesar de um ótimo episódio final, o conjunto da obra não foi dos melhores! "As Brasileiras" foi bem desregular, alternando bons e maus episódios. Histórias como "Maria do Brasil", "A Justiceira de Olinda", "A Mamãe da Barra", "A Sambista da BR-116", "A Venenosa de Sampa" e "A Apaixonada de Niterói" fizeram bonito e divertiram. Os outros, porém, trouxeram histórias e personagens sem (ou com poucos) atrativos.
A qualidade dos roteiros e dos textos das narrações feitas por Daniel Filho agora foram inferiores aos apresentados em "As Cariocas", série que originou "As Brasileiras" e que era inspirada na obra de Sérgio Porto. Salvo algumas exceções, faltou à série explorar mais as paisagens brasileiras nos locais em que eram ambientadas as histórias. Em "A Viúva do Maranhão", por exemplo, a casa da protagonista (Patrícia Pillar) já foi usada exaustivamente em outras produções da Globo, deixando claro que ali podia ser o Projac ou, no máximo, algum lugar no Rio de Janeiro e, portanto, bem longe do Maranhão que a série queria retratar.
Divertindo em alguns momentos e decepcionando em outros, "As Brasileiras" deixou a desejar! Ainda bem que Fernanda Montenegro e sua "Maria do Brasil" contribuíram para que a série terminasse bem. Mesmo assim, "As Brasileiras" deram saudade d'As Cariocas!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

The Blacklist apresenta novo gancho para trama central e introduz spin-off arriscado

"Scandal" encerra trajetória com desfecho aberto e coerente para os personagens

Chicago Fire termina temporada com promessa de boa continuidade