Pé na Cova abusa de personagens excêntricos e humor afiado

A morte é considerada um assunto pesado e difícil, mas Miguel Falabella promete fazer graça com o tema em "Pé na Cova", série que a TV Globo exibe desde a última quinta-feira (24). No centro da história, está Ruço (Falabella), o proprietário da Funerária Unidos do Irajá (F.U.I), negócio este que reúne os membros de sua família e os amigos do bairro.
No primeiro episódio, que funcionou como uma apresentação dos personagens, Ruço mostra sua felicidade ao conseguir comprar uma TV de tela plana. Ao ligar o aparelho, a vida daquela família se contrasta com o núcleo familiar feliz e perfeito de um comercial de margarina. "Será que existe gente assim?", pergunta a empregada Adenóide (Sabrina Kogut). Falabella, o autor principal da série, parece responder nas entrelinhas que a normalidade vai passar longe dali.
Ruço mora com os dois filhos: Odete Roitman (Luma Costa) e Alessanderson (Daniel Torres). Ela trabalha fazendo striptease na internet e tem um relacionamento com Tamanco (Mart´nália); e ele, sonha em se tornar um vereador. A mãe deles, Darlene (Marília Pêra), ficou internada em uma "crínica" e volta para casa, para reassumir sua função de maquiadora de defuntos na funerária.
Separada de Ruço, Darlene vai precisar conviver com Abigail (Lorena Comparato), a namorada "novinha" do patriarca da família. Na vizinhança, vivem as gêmeas Soninja (Karin Hils) e Giussandra (Karina Marthin), proprietárias de um carrinho de cachorro quente que sempre precisam provar seu parentesco. Ali também moram Juscelino (Alexandre Zachia) e Luz Divina (Eliana Rocha), irmãos que prestam serviços para a funerária.
O início de "Pé na Cova" cuidou de apresentar ao público os personagens que fazem parte desse universo, mas abordou pouco o tema "morte" e a forma que ela influencia a vida daquela família. Porém, o humor afiado do roteiro tomou conta do episódio e aguça a curiosidade para o próximo. Falabella possui uma qualidade valiosa (e rara!) nos autores que fazem comédia na TV aberta: ele não se censura! O autor trata de temas e usa termos, sem se preocupar com falsos moralismos e o politicamente correto. Para as (boas) comédias, isso é fundamental...
O elenco, repleto de rostos novos, parece afinado. Marília Pêra foi o grande destaque do primeiro episódio, mas Sabrina Kogut, Eliana Rocha e a parceria Falabella/Mart´nália prometem render bons momentos ao seriado.
'Pé na Cova" está só começando e ainda tem muito para mostrar. Mas, já começou apresentando um humor inteligente, que foge do óbvio, e tipos engraçados. Que continue assim até o fim, quando a morte for mais recorrente na história dessa família!
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

The Blacklist apresenta novo gancho para trama central e introduz spin-off arriscado

"Scandal" encerra trajetória com desfecho aberto e coerente para os personagens

Chicago Fire termina temporada com promessa de boa continuidade