Investigação cria elo entre dois mundos diferentes em The Bridge

O choque entre duas realidades diferentes, se bem trabalhado, costuma render bons argumentos para o cinema e a televisão. Este parece ser o caso de "The Bridge", série que o canal FX estreou no domingo (21). Aqui, um corpo encontrado na fronteira entre os Estados Unidos e o México vai forçar dois detetives completamente opostos a trabalhar juntos para resolver o crime.
Após uma pane no sistema de iluminação e segurança, os policiais que cuidam da fronteira entre os dois países encontram o cadáver de uma famosa juíza americana, que prega a rigidez no controle de imigração. Chamados para atender a ocorrência, os departamentos de polícia de El Paso (EUA) e Juarez (México) decidem, então, de quem é a jurisdição para investigar o crime.
Com o argumento de que a vítima é americana, a detetive Sonya Cross (Diane Kruger) toma frente do caso e passa a averiguar a morte da juíza. Na autópsia, porém, descobre-se que apenas a parte de cima do corpo é da vítima. Ela, então, pede auxílio ao detetive mexicano Marco Ruiz (Demián Bichir) para desvendar a identidade da pessoa a qual pertencia a parte de baixo do corpo.
As investigações logo levam os detetives a ligar o assassinato da juíza e de uma jovem morta no México há mais de um ano. As pistas também revelam que o carro usado para levar o corpo até a fronteira era do jornalista Daniel Frye (Matthew Lillard). Para aguçar, ainda mais, a curiosidade do espectador, a série também apresenta as histórias de Charlotte Millwright (Annabeth Gish), uma viúva rica que descobre segredos do marido, e Steven Linder (Thomas Wright), um homem misterioso que aparenta ter ligação com os crimes.
Remake da série dinamarquesa "Bron/Broen", "The Bridge" tem um roteiro muito bem amarrado e uma história promissora, que prende a atenção de quem assiste. Além de apresentar a trama, o primeiro episódio deixa diversas possibilidades abertas sobre o enredo, o que torna a série ainda mais imperdível. Bons atores e uma fotografia bem executada são outros fatores que chamam a atenção.
A instigante investigação de "The Bridge" faz mais do que, apenas, apresentar uma série policial. Através das diferenças e da dificuldade de relacionamento entre os dois detetives, também podemos observar o "abismo" que pode ser construído entre dois países tão próximos e, ao mesmo tempo, tão distantes um do outro.
 


 
THE BRIDGE (primeira temporada)
Quando: todo domingo
Onde: FX
Horário: 22h30

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

The Blacklist apresenta novo gancho para trama central e introduz spin-off arriscado

"Scandal" encerra trajetória com desfecho aberto e coerente para os personagens

Chicago Fire termina temporada com promessa de boa continuidade